O objetivo deste blog é divulgar toda a minha produção poética, sem prejuízo de continuar a ser postada também no Portal de Poesia Rodolfo Pamplona Filho (www.rodolfopamplonafilho.blogspot.com).
A diferença é que, lá, são publicados também textos alheios, em uma interação e comunhão poética, enquanto, aqui, serão divulgados somente textos poéticos (em prosa ou verso) de minha autoria, facilitando o conhecimento da minha reflexão...
Espero que gostem da iniciativa...

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Enduro


Rodolfo Pamplona Filho 

Quero escalar você lentamente,
conhecendo cada atalho ou curva,
subindo suas escarpas com firmeza
até alcançar o seu cume...
Desbravar suas corredeiras,
penetrar em suas cavernas,
deslizar em suas encostas
e me pendurar em seus vales.
Passear de tirolesa em seus encantos
Mergulhar em suas cascatas
Subir ao seu pico nevado
e descer até a sua base
Descobrir a nascente de seus rios
e conhecer seus afluentes
Explorar toda a sua extensão
até conquistar seu coração.

No caminho para Machu Picchu, 14 de abril de 2017.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Lugar de fala


Rodolfo Pamplona Filho 

É preciso mesmo
ter sentido na pele
para sustentar
um posicionamento?
É necessário
passar o dissabor
para defender
o sofredor?

Será que a empatia
não libera a poesia
de se sentir irmanado
a quem sofreu o atentado?
Será que a fraternidade
não é aceitável
como esforço da humanidade
para reparar o irreparável?

O ideal do lugar de fala
é ser lugar de quem não se cala,
e que, mesmo não tendo sofrido a dor,
sabe reconhecer o seu valor
Se é certo que traz legitimidade
ao apresentar sua verdade,
exigir sua aplicabilidade
como única verdade
também pode se tornar
um mecanismo de exclusão,
em uma profunda distorção
de uma boa e sincera intenção.

Salvador, 18 de março de 2017, terminada em Machu Picchu, 14 de abril de 2017.                      

quarta-feira, 26 de abril de 2017

As Dificuldades da Vida



Rodolfo Pamplona Filho 

É impressionante
como, para algumas pessoas,
tudo flui naturalmente,
enquanto, para outra gente,
é um parto de elefante:
algo definitivamente anormal
fazer algo que soa
entre o banal
e o sensacional.

Cusco, 11 de abril de 2017.                      

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Maltratado



Rodolfo Pamplona Filho

Apanhar quando se espera carinho
Ser acusado quando se queria um beijo
Explicar o que já foi entendido
Desculpar-se pelo que não fez
Um choro calado
pela surpresa da reação
Uma tristeza profunda
pela incompreensão
Uma saudade incontida
de um simples abraço
Uma lembrança bendita
de que ainda existe esperança.

Cusco, 15 de abril de 2017.

domingo, 23 de abril de 2017

Incompletudes e Idiossincrasias


Rodolfo Pamplona Filho 

Mulher sem ciúme
Homem sem barriga
Criança sem sorriso
Festa sem bebida
Férias sem viagem
Casamento sem DR
Menstruação sem TPM
Emprego sem patrão
Trabalho sem produção
Poeta sem musa
Poesia sem inspiração
Alegria sem você

Cusco, 15 de abril de 2017                  
                     
                 

sábado, 22 de abril de 2017

Desejos



Rodolfo Pamplona Filho 

Quero alguém
para junto envelhecer,
mas não quero
ficar velho.

Quero alguém
para me amarrar,
mas não quero
perder minha liberdade.

Quero alguém
para realizar o sonho
de viver
uma nova realidade.

Cusco, 13 de abril de 2017.  

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Um alentejano sozinho...



Rodolfo Pamplona Filho 

Um alentejano sozinho
é mais do que
o desfrute de uma boa bebida:
é a prova inequívoca
de um coração
inquilino da solidão...

Salvador, 08 de março de 2017, uma quarta-feira solitária...⁠⁠⁠⁠

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Provar a Dor



Rodolfo Pamplona Filho 

Ver-te no provador
é provar a dor
de não ter-te,
mas entreter-te
para provar que a dor
verte a cada ver-te
sem ter-te,
na vertente
de ter uma prova
de que serei só teu.

Salvador, 06 de abril de 2017.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Pessoas Procuradas



Rodolfo Pamplona Filho

Pessoas
hoje procuradas
já foram
em algum momento
apenas
pessoas perdidas

Lima, 10 de abril de 2017.

O Som do Silêncio



Rodolfo Pamplona Filho

Há diálogos que tem
mais reticências
do que palavras...

Salvador, 06 de abril de 2017.