O objetivo deste blog é divulgar toda a minha produção poética, sem prejuízo de continuar a ser postada também no Portal de Poesia Rodolfo Pamplona Filho (www.rodolfopamplonafilho.blogspot.com).
A diferença é que, lá, são publicados também textos alheios, em uma interação e comunhão poética, enquanto, aqui, serão divulgados somente textos poéticos (em prosa ou verso) de minha autoria, facilitando o conhecimento da minha reflexão...
Espero que gostem da iniciativa...

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Gratidão


Gratidão
Rodolfo Pamplona Filho

Gratidão não se exige,
não se pede, nem se espera...
É presente de um coração puro,
que não vê outra forma de agir,
na memória da marca do passado
e do alívio do auxílio no desespero...

Por isso, a ingratidão machuca
como punhaladas nas costas,
como um tapa no rosto,
como uma dor fatal no peito...

O ingrato merece mais do que repúdio:
é pena de morte no coração,
que se fecha em uma ferida purulenta,
cujos bálsamos somente são
o ostracismo ou a ressurreição do perdão...

Reconhecer-se grato é o exercício da verdadeira humildade,
que é saber que, sozinho, não se consegue nada,
pois conquistas isoladas são vitórias de Pirro,
em que obter o resultado não significa necessariamente desfrutá-lo...

Gratidão é a resposta sincera
que o afeto exige por coerência!
É a marca que renova a esperança,
que não é a última que morre, posto imortal,
mas, sim, a certeza de que
ainda se pode ter fé na humanidade

Maceió, 03 de setembro de 2010

16 comentários:

  1. Lindo!
    Acabei de ter mais uma aula.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida "filha"!
      Fico muito feliz que tenha gostado!
      Beijos saudosos,
      RPF

      Excluir
    2. Muito bom professor, parabéns !!

      Excluir
    3. Oi, Paulo Macedo!
      Que bom que gostou!
      Fique à vontade para comentar outros textos do blog!
      Abraços,
      RPF

      Excluir
  2. Lindo mesmo!
    A leitura dos seus poemas representam
    sempre momentos muito agradáveis, prof!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Juliana Tavares
      Eu adorei saber disso!
      Seja sempre bem-vinda ao blog!
      Beijos,
      RPF

      Excluir
  3. Muito lindo... Nunca tinha lido nada sobre GRATIDÃO que me fizesse refletir tanto! Adorei esse blog... Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Priscylla
      Fico feliz que tenha gotao do poema e do blog!
      Fique à vontade!
      Beijos,
      RPF

      Excluir
  4. Acho esse poema lindo!
    A beleza da gratidão está justamente em demonstrar que ao contrário do que muitos pensam, mostrar-se grato não é sinônimo de fraqueza ou submissão, mas, sim, exteriorização da alma, da necessidade de se viver em comunhão.
    Mostra-se grato é acima de tudo uma experiência de respeito
    Gratidão é olhar e reconhecer o valor de caminhar juntos, de saber que a vida é feita da doação sincera, da comunhão que não exige contrapartida, que ser grato faz a diferença em nossa vida.

    ResponderExcluir
  5. Olá Rodolfo!!! Lindíssimo e muito profundo o poema gratidão. Perfeito! Um abraço com carinho pois és uma pessoa especial. Cida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cida!
      Que bom encontrá-la aqui no blog!
      Fico feliz que tenha gostado do poema!
      Foi escrito com todo o coração!
      Estou esperando Jamille agendar minha apresentação em Cruz Alta!
      Beijos,
      RPF

      Excluir
  6. Professor,
    achei realmente fantástico! me tocou em especial essa parte "Reconhecer-se grato é o exercício da verdadeira humildade,
    que é saber que, sozinho, não se consegue nada,
    pois conquistas isoladas são vitórias de Pirro,
    em que obter o resultado não significa necessariamente desfrutá-lo..."
    É exatamente assim que eu enxergo a vida e minhas conquistas! Me fez lembrar, inclusive, uma música bem bacana que fala sobre a união, sobre a Igreja enquanto expressão do amor de Cristo! Chama-se Eterna Aliança! conhece?
    Enfim, gostei muito! PARABÉNS!!
    Beijao.
    Sua aluna, Débora Figuerêdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amada aluna Débora
      Fico muio feliz em encontrá-la aqui no blog!
      É exatamente assim, como descrito no poema, que tento levar a vida!
      Conheço, sim, esta música bacana e também a cantamos na nossa igreja! Fico encantado pela associação do poema à canção!
      Venha sempre aqui o blog!
      Beijos,
      RPF

      Excluir
  7. Professor! finalmente achei seu poema, eu estava entrando em um blog diferente...
    adorei o texto, principalmente a parte que diz "...é saber que, sozinho, não se consegue nada...", pois é muito importante ter a humildade de reconhecer que não podemos viver isolados, como se fossemos senhores de nós mesmos...os outros estão aí para nos ensinar e nos ajudar, com certeza. e voce nos ensinou muito! verdadeiras lições de humanidade, respeito e consideração pela preocupação alheia (rs...).
    Fique bem!
    Beijos!
    Dhara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amada Yosadhara
      Para mim, foi uma honra conviver com todas vocês no trabalho de orientação, nas aulas e em tudo mais!
      Muito obrigado mesmo pelo seu carinho!
      Desejo toda a felicidade do mundo para vocês!
      Beijos,
      RPF

      Excluir