O objetivo deste blog é divulgar toda a minha produção poética, sem prejuízo de continuar a ser postada também no Portal de Poesia Rodolfo Pamplona Filho (www.rodolfopamplonafilho.blogspot.com).
A diferença é que, lá, são publicados também textos alheios, em uma interação e comunhão poética, enquanto, aqui, serão divulgados somente textos poéticos (em prosa ou verso) de minha autoria, facilitando o conhecimento da minha reflexão...
Espero que gostem da iniciativa...

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Escravos


Escravos

Preparei o seu banho com minhas lágrimas
E reguei suas plantas com meu suor
Destilei o seu whisky com minhas mágoas
E, dos meus ossos, fizeram pó

Construi catedrais com os meus braços
Mas temo que sejam armadilhas mortais
Hoje, não olho mais para meus passos,
Mentes castradas criam jamais!!!

Escravos da Mídia, Escravos da Vida
Escravos do Mundo, Escravos de Deus
A liberdade é como virgindade:
Só se perde uma vez!!!

Meu visual está a seu agrado?
Espero que sim: Não tenho opinião!
Se desejar, mudo o meu penteado
Ou troco de cor como um camaleão

Cantarei justamente o que você me mandar
Me corrompendo para ser aplaudido
Cópias de idéias expostas no ar
E originais jogadas no lixo!!!

(1991)
Letra e Música: Rodolfo Pamplona Filho

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá, Mariza Lourenço!
      Seja bem-vinda ao blog!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Abraços ferozes,
      RPF

      Excluir